“Homens são aqueles que ajudam as mulheres a estruturarem a família. As mulheres têm pai, marido, filhos… Ajudando os homens eu também ajudo as mulheres”.

“A medicina para mim não foi bem uma escolha. Foi algo natural, uma espécie de herança. De certa forma, fui influenciado pelo meu pai Elsior Coutinho, que era médico, farmacêutico e professor de farmacologia. Ele ensinava como extrair remédios das plantas, coisa que meu avô fazia, apesar de não ser formado. Meu avô era um prático da medicina e meu pai, com certeza, inspirou-se nele.”

Dr. Elsimar Coutinho

Hipogonadismo

Hipogonadismo é uma disfunção no sistema reprodutor, que resultada na diminuição da função dos testículos. O hipogonadismo pode se dar por diversos motivos, entre eles os endócrinos, hormonais ou comportamentais. Essa deficiência pode ocasionar problemas no desenvolvimento do órgão genital, das características sexuais, além de aumentar as chances de causar infertilidade, câncer, hérnia, osteoporose, dentre outros.

Criptorquidia

A formação dos testículos acontece dentro do abdômen e o processo é conhecido como determinação sexual. Normalmente os testículos descem para o saco escrotal de maneira espontânea, geralmente no período do nascimento do indivíduo até seu primeiro ano de vida, sendo que em alguns casos, pode não acontecer de maneira completa. Quando o testículo não desce para a posição normal, é chamado de testículo não-descido ou criptorquídico. Esse problema pode acontecer em apenas um dos testículos, ou nos dois.

Em alguns casos, apesar de não descer para o saco escrotal, o testículo também não fica retido no abdômen. Esses casos são chamados comumente de testículo mal-descido ou testículo retrátil. Em outros casos, ocorre que o testículo desce, mas não se desenvolve adequadamente. Nesses casos, a causa pode ser chamada de primária, quando está relacionada ao testículo, ou secundária, quando está associada ao mau funcionamento da hipófise, que é a glândula que estimula a atividade testicular através da secreção de hormônios.

Outras causas

Existem outras formas menos freqüentes, como, por exemplo, a varicoceles, que é um defeito vascular que se manifesta posteriormente no testículo, elevando a temperatura no local e permitindo um refluxo no sangue que sai da via renal e supra-renal, trazendo substâncias tóxicas para o testículo. Além disso, doenças ocasionadas em outras glândulas, como a tireóide, também afetam os testículos, assim como afetam outras partes do corpo. Existem também causas decorrentes do comportamento, da alimentação ou do ambiente em que vivem o indivíduo. Entre os exemplos estão o uso de drogas, o uso de anabolizantes sem orientação médica, além do manuseio e o contato com substâncias tóxicas, no caso de indivíduos que trabalham em empresas químicas, por exemplo.