“Quando comecei a estudar, fiquei fascinado pela química da vida. Na época, acabava de ser descoberta a relação dos hormônios com a reprodução humana. E a reprodução é a parte mais dinâmica da vida.”

Dr. Elsimar Coutinho

Hábitos de Vida X Envelhecimento

Muitas pessoas me perguntam até que ponto o estilo de vida ou mesmo a cultura podem interferir na ação das gônadas e, consequentemente, no envelhecimento do ser humano. Costumo dizer que é difícil mapear esse declínio com precisão. Na verdade, sabemos que hábitos como fumar, beber ou praticar esportes podem encurtar ou prolongar a vida das estruturas que produzem esses hormônios, acelerando ou retardando o envelhecimento. Digamos que, numa escala de zero a dez, esses costumes receberiam nota cinco na capacidade de interferir nesse processo.

Há pelo menos um século a ciência tem buscado prolongar a vida e melhorar a saúde das pessoas, sobretudo a dos idosos. Uma das alternativas para isso, sem dúvida, é a reposição hormonal. O tema ainda causa polêmica, é verdade, e as razões para isso vão do preconceito à crença religiosa. Acredito que a principal causa de resistência a esta terapia seja a falta de educação na área médica.

Posso afirmar, por experiência em consultório, que os efeitos colaterais indesejáveis de uma reposição bem-feita e individualizada são mínimos. O ganho de peso, por exemplo, só ocorre em mulheres que tem doenças endócrinas, as chamadas endocrinopatias, como diabetes tipo II e hipotireoidismo. Pelo que tenho observado em anos de prática, as mulheres que optam pela suspensão da menstruação são as que mais vantagens apresentam quando a menopausa se aproxima.

Se comparadas àquelas que não fazem esse tipo de tratamento, as usuárias de hormônios chegam a essa fase da vida em melhores condições de saúde, pois estão menos sujeitas às doenças que encurtam a vida do ovário e do útero, como cistos hemorrágicos, endometriose ou hipertrofias, entre outras. Isso é possível porque o estrogênio, esse hormônio maravilhoso, protege o corpo e a mente delas durante toda sua vida reprodutiva contra a doença e a morte. Por isso mesmo não deve deixar de ser reposto.